Meta de ano novo: vale a pena comprar imóvel em 2020?

Universitários: os melhores imóveis para morar em Curitiba
18 de dezembro de 2019
Consultores da Sym atendem no plantão do Flow Curitiba
10 de janeiro de 2020

O mercado está favorável para comprar imóvel. Foto: Sym Imoveis

Com a chegada de um novo ano, é comum muitas pessoas traçarem metas para realizar antigos sonhos durante este período. E os planos são os mais diversos possíveis, incluindo o desejo de comprar uma casa própria. Mas será que é uma meta muito longe de ser realizada?

Na verdade, o momento é o mais favorável quando comparado com os últimos 4 anos. Com a recuperação do mercado imobiliário, no fim do ano de 2019, impulsionada principalmente pela queda de juros nas taxas de financiamento. Além disso, os empresários do setor já deram sinais de otimismo e as construtoras e incorporadoras voltaram a apostar em lançamentos de novas unidades residenciais. Somente em Curitiba, foi registrada uma alta de 10% no número de apartamento lançados, conforme divulgamos no Blog da Sym Imóveis no fim de 2019. Clique aqui e saiba mais.

Além do otimismo dos empresários do setor, a queda na taxa de juros já impulsionou novas vendas no fim de 2019. De acordo com um estudo feito pela Associação Brasileira da Entidades de Crédito e Poupança (Abecip), o mês de novembro do ano passado foi o mais forte em termos de financiamento imobiliário desde maio de 2015, quando o setor começou a sofrer uma das suas mais fortes crises. Os créditos com recursos das cadernetas do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) atingiram R$ 7,78 bilhões, um aumento de 59,6% em relação ao mesmo mês do ano anterior.

Também houve um aumento no número de potenciais compradores de imóveis entre o segundo e terceiro semestre de 2019, segundo revela uma pesquisa feita pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) e pelo Grupo Zap. Os participantes do estudo que informaram possuir a intenção de comprar um imóvel passaram de 26% para 38%.

Taxa de juros: saiba como ficou

A Caixa Econômica Federal foi o banco que iniciou a praticar taxas de juros menores em 2019. No fim de outubro do ano passado, a Caixa anunciou a redução nos juros para a concessão de crédito imobiliário e desde então já passou por duas quedas. O Banco do Brasil e outros bancos privados também passaram a praticar taxas de juros menores. Confira abaixo como ficou a prática de cada banco para a concessão de crédito imobiliário.

Banco Taxa ao ano (a partir) Limite de financiamento
Caixa   6,5% + TR 80% de imóveis novos e 70% dos usados.
Banco do Brasil   7,4% + TR 80% dos imóveis novos e usados
Itaú Unibanco   7,45% + TR 82% dos imóveis novos e usados
Bradesco   7,30% + TR 80% dos imóveis novos e usados
Santander   7,99% + TR 90% do valor do imóvel novo ou usado

Financiamento: confira alguns cuidados a serem tomados

Mesmo com os juros menores, é preciso cuidado na hora de adquirir o crédito imobiliário. Comparar as taxas,entre outros itens são tarefas fundamentais antes da decisão de compra. O Blog da Sym Imóveis separou 10 dicas para você levar em conta no momento de fazer o seu financiamento de imóvel. Clique aqui e saiba mais.

Gostou deste artigo? Acompanhe nosso blog e redes sociais para ficar por dentro de notícias do setor imobiliário.